sexta-feira, novembro 24, 2006

Sol de Inverno

Sabe Deus que eu quis contigo ser feliz
Viver ao sol do teu olhar mais terno
Morto o teu desejo, vivo o meu desejo
Primavera em flor ao sol de Inverno

Sonhos que sonhei, onde estão?
Horas que vivi, quem as tem?
De que serve ter coração e não ter o amor de ninguém?

Beijos que te dei, onde estão?
A quem foste dar o que é meu?
Vale mais não ter coração do que ter e não ter, como eu

Eu em troca de nada dei tudo na vida
Bandeira vencida, rasgada no chão
Sou a data esquecida, a coisa perdida que vai a leilão

Sonhos que sonhei, onde estão?
Horas que vivi, quem as tem?
De que serve ter coração e não ter o amor de ninguém?
Vivo de saudades, amor, a vida perdeu fulgor
Como o sol de Inverno não tenho calor

De que serve ter coração e não ter o amor de ninguém?
Vivo de saudades, amor, a vida perdeu fulgor
Como o sol de Inverno não tenho calor


Autor: Jerónimo Bragança


Sabe Deus o quanto busco por ti.
A vida não tem o mesmo sabor sem teu calor,
Sem aquele bater de coração bem perto de mim, onde encontro a paz e busco a esperança.
Vivo de saudade, de sonhos sonhados,
De horas vividas a dois.
De lábios molhados dos beijos que te dei,
De sonhos por viver…
De olhares cruzados,
De corpos separados pela dor da distancia…
Sabe Deus quanta saudade, meu amor!
Sim, quanta saudade…


Aproveito este momento meus anjos para vos desejar um lindo e maravilhoso fim de semana e uma semana cheia de paz, amor, harmonia e muita luz em vossos corações.
Bjokas mil e xi – corações.

11 Comments:

At 6:01 da tarde, novembro 24, 2006, Anonymous Jofre Alves said...

Passei para desjar bom fim-de-semana e serei breve pois estou a passar um período de férias retirado numa localidade doAlto Minho e com dificuldade de acesso à Internet

 
At 8:12 da tarde, novembro 24, 2006, Blogger Bia said...

"resolvi te querer por querer, decidi te lembrar quantas vezes eu tenha vontade sem nada a perder, só assim sinto você bem perto de mim outra vez..." e assim também se matam saudades... os sonhos sonhados fazem parte de ti da tua vida, bem como todas as vivências desse amor, os sonhos por viver talvez ainda não tenha chegado a hora ou a pessoa certa, eu acredito que tudo tem uma explicação, mesmo quando nós não entendemos... sei do que falas e sei o que sentes. Feliz de quem sente tudo isso sinal que viveu, vive e ama.
Um beijinho

 
At 9:43 da tarde, novembro 24, 2006, Blogger Luna said...

Um fim de semana cheio de paz e carinho, é o que te desejo
beijos

 
At 1:17 da manhã, novembro 25, 2006, Blogger Maheve said...

Meu lindo e carinhoso amigo, que seu final de semana seja cheio de paz. Abraços apertados cheinhos de carinho pra vc.

Maheve

 
At 4:14 da tarde, novembro 25, 2006, Anonymous collybry said...

Olá lindo amigo...Desculpa a minha ausência, grata fico por tanto carinho, e digo nunca deixes de ser criança e ama como só Elas o sabem fazer...Belo poema este que nos trazes...meu carinho num doce beijo____________________Cõllybry

 
At 6:42 da tarde, novembro 25, 2006, Blogger david santos said...

Álvaro, boa noite!
Passei pelo blog do Paulo e dei aqui uma saltada.
Gostei de tudo o que vi. Parabéns.

Até sempre

"Só Verdades"

 
At 12:00 da manhã, novembro 26, 2006, Blogger betty boop said...

Apesar de não ter sido convidada, visitei este teu "cantinho" e achei muito interessante :)
Espero poder regressar.

"Agora que tenho asas,
a vontade, o rumo e o sentido,
os sonhos parecem esmorecer.
Mas ébrio e sedento de um amor,
sinto em cada dia renascer
um ímpeto de prazer e calor
que resgata o sonho emorecido."
in Diálogo de Sombras, Albino Santos

Um beijo

 
At 2:22 da tarde, novembro 26, 2006, Blogger sem-comentarios said...

Alvaro, embora eu tenha lido o poema e as tuas palavras,sempre de uma ternura imensa.
Vou apenas comentar, a musica maravilhosa que aqui tens :)
fiquei aqui a ouvi la várias vezes.
Obrigada por isto, meu amigo :)))

e uma optima semana ****

 
At 12:45 da tarde, novembro 27, 2006, Anonymous Elsa said...

Deixaste-me sem palavras... e emoconada... talvez um estado de espírito menos positivo, hoje... mas "prendeste-me" aqui... obrigado
Elsa

 
At 8:41 da manhã, novembro 28, 2006, Blogger Daniel Aladiah said...

Caro Álvaro
Como sempre, encantas-nos com a tua sensibilidade.
Um abraço
Daniel

 
At 7:47 da tarde, novembro 28, 2006, Blogger Cylene said...

Oi Alvaro querido...como me sento bem vindo aqui..ouvir essa música então, senti tanta paz...senti sua presença...queria agradecer por vc existir...por ser meu amigo...como é bom ter você como amigo meu...quisera um dia poder te encontrar e te dar um abraço bem apertado...quero te dizer q te adoro! Te quero muito bem meu amigo...Te cuida direitinho tá? Beijo no teu coração! Jamais esqueça: Eu adoro vc!

 

Enviar um comentário

<< Home