sexta-feira, setembro 15, 2006

Fora de Moda

Se não estivesse tão fora de moda... iria falar de Amor.
Daquele amor sincero, olhos nos olhos, frio no coração, aquela dorzinha gostosa
de ter muito medo de perder tudo...
Daqueles momentos que só quem já amou um dia conhece bem...
Daquela vontade de repartir, de conquistar todas as coisas, mas não para retê-las no egoísmo material da posse, mas para doá-las no sentimento nobre de amar.
Se não estivesse tão fora de moda...
Eu iria falar de Sinceridade.
Sabe, aquele negócio antigo de Fidelidade...
Respeito mútuo...
e aquelas outras coisas que
deixaram de ter valor?
Aquela sensação que embriaga mais que a bebida; que é ter, numa pessoa só, a soma de tudo que às vezes procuramos em muitas...
A admiração pelas virtudes e a aceitação dos defeitos, mas, sobretudo, o respeito pela individualidade, que até julgamos nos pertencer, mas que cada um tem o direito de possuir...
Se não estivesse tão fora de moda...
Eu iria falar em Amizade.
Na amizade que deve existir entre duas pessoas que se querem bem...
O apoio, o interesse, a solidariedade
de um pelas coisas do outro e vice-versa.
A união além dos sentimentos, a dedicação de compreender para depois gostar...
Se não estivesse tão fora de moda...
Eu iria falar em Família. Sim...Família!
Essa instituição que ultimamente vive a beira da falência, sofrendo contínuas e violentas agressões.
Pai, Mãe, Irmãos, Irmãs, Filhos, Lar...
Aquele bem maior de ter uma comunidade unida, pelos laços sanguíneos e protegidas pelas bênçãos divinas.
Um canto de paz no mundo, o aconchego da morada, a fonte de descanso e a renovação das energias...
E depois, eu iria até, quem sabe, falar sobre algo como... a Felicidade.
Mas é uma pena que a felicidade, como tudo mais, há muito tempo já esteja tão fora de moda e tenha dado seu lugar aos modismos da civilização...
Ainda assim, gostaria que a sua vida fosse repleta dessas questões tão fora de moda e que, sem dúvida, fazem a diferença!

Afinal, que mal faz ser um pouquinho “careta”.


(Autor Desconhecido)


Li este texto faz algum tempo e o guardei em meus arquivos, pois achei-o um pouco forte demais na altura, embora seja verdadeiro, mas hoje volvidos alguns anitos e vendo de perto tanto egoísmo, tanta falta de amor ao próximo e tantas famílias e amizades destruídas por causa da falta de sinceridade, honestidade, amor e harmonia, eu resolvi “ressuscitá-lo” e partilha-lo aqui, neste cantinho, também ele “careta”...
É que embora eu esteja muito, mas mesmo muito longe de qualquer perfeição seja em que aspecto for, sou tal como diz o autor, que desconheço infelizmente, do texto, um pouco careta.
E sabem que mais?
Adoro ser careta, é como me sinto bem.
Aproveito meus anjos para vos desejar um feliz fim de semana e uma semana cheia de paz, amor, harmonia e muita luz em vossos corações.
Bjokas mil e xi – corações.

11 Comments:

At 9:10 da tarde, setembro 15, 2006, Blogger Dad said...

Ser amigo e carinhoso como tu, não é ser "careta"!

Amigo, desejo-te um óptimo fim de semana!

Beijinhos,

 
At 10:52 da manhã, setembro 16, 2006, Blogger Mikas said...

Careta é aquilo que criança faz para chatear os outros. E você não faz nada disso.
Beijinhos e bom fim de semana.

 
At 6:28 da tarde, setembro 16, 2006, Blogger Luna said...

Como se pode chamar careta aos sentimentos puros,se isso é ser careta então quero sê-lo ate ao final dos meus dias.
beijocas de bom fim de semana

 
At 9:09 da tarde, setembro 16, 2006, Blogger Por uma lagrima said...

E quando o amor estará fora de moda?
Bom fim de semana e
a big kiss

 
At 9:34 da tarde, setembro 16, 2006, Blogger Anjinha said...

Owa :o)

ès nada careta :o)
O amor está sempre na moda :o)

BEijinho e bom fim de semana :oD

 
At 6:03 da tarde, setembro 18, 2006, Blogger vero said...

Querido amigo,
passei p te ler e deixar um beijinho enorme***

 
At 6:30 da tarde, setembro 18, 2006, Blogger sem-comentarios said...

Eu acho que o amor nunca sai de moda. Não é ? claro que as pessoas estão mais preocupadas com a sua estabilidade economica, suas profissoes e esquecem-se da parte que nos empurra para a vida, que é o amor...visto, das mais variadissimas formas : o paternal, o de amizade, etc.

Este texto está excelente.
Um grande beijo e uma excelente semana, Alvaro.

:)***

 
At 1:01 da manhã, setembro 19, 2006, Anonymous Cy said...

Eu tbm acho q o Amor está na moda sim! Eu amo vc! Amo meus amigos...A amizade tbm não sai da moda nunca quando é verdadeira, viu?! Beijo na ponta do seu nariz...Uma semana linda pra vc...Com carinho, da Cy.

 
At 3:07 da tarde, setembro 20, 2006, Blogger margusta said...

Meu Adorável Anjo "Careta" ;),
..eu tb sou careta sabias :))) Adorei o texto e prezo muito todos os valores que lá estão !!!

Beijinhos meu amigo e um resto de semana feliz!

 
At 9:43 da tarde, setembro 20, 2006, Blogger Passaro Azul said...

Meu amigo "Careta",
Careta??? Longe, muito longe disso.
E amar, é a melhor coisa da vida!
Amar a vida, a familia, o próximo, o distante, o que sofre e o que está feliz, o que não tem amor e o que não sabe dá-lo, enfim!!!Também o cão, o gato, o passarinho,todos os bichinhose plantas que dão vida ao nosso viver.
Adorei o texto e sobretudo, ter voado até este seu cantinho tão agradável.
Deixo o meu abraço com amor,paz harmonia e muita luz.
Até breve num próximo voo.

 
At 11:49 da tarde, setembro 20, 2006, Blogger dreams said...

partilho contigo...

há frases que não esquecemos...

alguém disse certa vez que ainda que os amantes morram o amor permanece e a morte não sairá vitoriosa.

será que ainda existe quem fale assim?
ou só ouvimos estas frases nos filmes, e só as lemos nos romances?
alguém também disse que já não se ama como dantes.

então esta frase passou.
ninguém a cita...
ninguém medita...
ninguém acredita...

estamos ocupados demais para conversar, para meditar, para amar.
apenas o fazemos porque temos uma necessidade biológica.
essa é que é a lógica.

e se alguém acreditar que o amor não está a mudar, é um poeta, um sonhador, um grande sofredor.
Que acredita no que os outros não conseguem ver:

que no fundo dum triste olhar ainda há uma fantasia em que acreditar...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

 

Enviar um comentário

<< Home