sexta-feira, agosto 25, 2006

Loucos e Santos
Escolho os meus amigos não pela pele nem outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não me interessam os bons de espírito ou os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero respostas, quero o meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e aguentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Escolho os meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta.
Não quero só o seu ombro ou colo, quero também a sua maior alegria.
Amigo que não ri comigo, não sabe sofrer comigo.
Os meus amigos são todos assim: metade disparate, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade a sua fonte deaprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e metade velhice.
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto e velhos para quenunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois vendo-os loucos e santos, disparatados e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.

(Oscar Wilde)

E assim escolho meus amigos, meus anjos, meus companheiros de caminhada nesta vida em que o mais certo é quase sempre o incerto.
Foi também assim que me escolheram na certeza do incerto e como diz Óscar Wilde na loucura e santidade, pois só assim podemos encontrar a tal “normalidade”, sendo louco e santo.
Meus anjos recebi estas lindas, maravilhosas e mais do que verdadeiras palavras sobre a AMIZADE, há cerca de duas semanas quando uma amiga, a Teresa, me enviou por mail, me apaixonei logo à primeira, sim meus quiduxos foi amor à primeira vista, pois me identifico na perfeição com este texto de Wilde. Por isso quero aqui partilhar mais uma vez convosco um pouco de mim através de palavras de outrem.
Desejo-vos um lindo e magnifico fim de semana e uma semana ainda mais gostosa cheia de paz, amor harmonia e muita luz em todos esses lindos e doces corações.
Bjokas mil e xi – corações.

7 Comments:

At 3:25 da manhã, agosto 26, 2006, Blogger vero said...

Olá querido amigo, peço desculpa pela ausência...
Beijos mil***

 
At 10:50 da manhã, agosto 26, 2006, Blogger sem-comentarios said...

Achei piada, quando dizes "E assim escolho meus amigos, meus anjos, meus companheiros de caminhada nesta vida em que o mais certo é quase sempre o incerto."

Porque eu penso exactamente como tu, os amigos devem-nos aceitar tal como somos, sem imposições.

Adorei o texto do Oscar Wilde, ele era um verdadeiro sábio.

Espero que estejas melhor das tuas enxaquecas, Álvaro. E, que passes uma semana maravilhosa.

Um bem haja para ti.
Beijos, meu amigo.

p.s.= gostei mt dessa musica :))**

 
At 10:05 da tarde, agosto 26, 2006, Blogger Luna said...

Cada vez é mais dificil se puder chamar alguem de amigo,todos estão muito envolvidos com os seus proprios problemas, mas eu acredito que sim que há pessoas que se transformam em importantes para nós,e a amizade desponta como uma flor de lotus.

Uma beijoka grande de bom fim de semana

 
At 6:10 da tarde, agosto 29, 2006, Anonymous Cy. said...

Quanta honra ter um amigo tão especial como você. És um anjo meu querido Alvaro. Que Deus esteja sempre iluminando o seu caminho...Um beijo especial e doce em vc...da amiga de Belém do Pará que muito lhe estima!!! Obrigada internet por me proporcionar a alegria de ter amigos tão maravilhosos...

 
At 6:48 da tarde, agosto 29, 2006, Blogger Daniel Aladiah said...

Caro Álvaro
Ser amigo é aceitar o outro e estar lá quando é preciso, apesar de tudo...
Um abraço
Daniel

 
At 8:01 da manhã, agosto 31, 2006, Blogger Mikas said...

As vezes quem me dera ser louca *

 
At 3:19 da tarde, agosto 31, 2006, Blogger A Sonhadora said...

Oi meu querido amigo, tá tudo bem contigo? espero que sim, e finalmente venho agradecer todo o carinho e gentileza, por teres andado a passar continuamente pelos meus cantinhos....
as férias têm destas coisas....ficamos como que anestesiados, e por vezes não fazemos logo que é preciso.
Um abraço e beijão da sonhadora

 

Enviar um comentário

<< Home