domingo, janeiro 29, 2006

Grãos de Areia
Somos todos tão iguais e nos vemos tão diferentes!
E quando nossos sentimentos se cruzam com o que lemos ficamos surpresos... Não somos os únicos a sentir dor; não somos os únicos a sentir medo, insegurança... não somos os únicos a temer o desconhecido,
a sentir decepção, a chorar de tristeza, a ficar na dúvida,
a não saber que decisão tomar e recear ter feito a escolha errada...
Sofremos mais porque nos vemos sós.
Porque temos dificuldade em imaginar que outras pessoas passem por caminhos parecidos com os nossos.
Porque nos fechamos no nosso quarto e em nós... nos sentimos tão miúdos que dificilmente imaginamos que fora da nossa janela outros seres sentem-se pequenininhos também, cada qual sozinho na sua dor e solidão.
A auto-piedade que nos devasta, assola milhares de eus espalhados por aí.
Vistos do alto, somos apenas pequenos pontos, grãos de areia no mar da vida, tremendamente parecidos.
E a chuva, quando rega a terra, não escolhe cabeça; o sol ilumina tudo por igual e a lua pode encantar qualquer um.
Somos todos sim iguais na alma, na pequenez e na grandeza;
Eu choro também, me comovo, morro um pouquinho a cada dia e renasço na minha fé.
Desanimo de vez em quando e ergo a cabeça logo depois; espero impaciente o nascer do dia e faço planos para o dia seguinte.
Me faço mil perguntas para as quais não encontro respostas.
Somos assim, tão iguais, eu e você e tantos outros!...
A prova disso é que você se identifica com o que digo.
Se a emoção que aperta meu peito, aperta o peito de quem me lê, é porque somos feitos do mesmo barro.
E se posso ver e crer na vitória e ultrapassar meus limites é porque todo mundo, cada um pode.
Podemos conjugar todos os verbos em todos os tempos!
É verdade que o sol não nasce e não se põe para nós no mesmo momento, mas isso não muda em nada a verdade de que somos assim maravilhosos e importantes grãozinhos de areia aos olhos de Deus.

Letícia Thompson

Desejo a todos vocês uma maravilhosa semana cheia de paz, amor e muita harmonia.
Bjokas mil e xi - corações p'ra todos vocês meus anjos.

8 Comments:

At 8:12 da tarde, janeiro 29, 2006, Blogger Maria Lagos said...

Oy! Hoje estivemos aki inundados de neve! Nevar junto ao mar...é obra! Foi muito lindo e muitoooooooooo friooooooooo.....
Está tudo congelado. Espero que o amanhã apareça brilhante!

Que a tua semana seja óptima!

Beijinhos,

 
At 9:48 da tarde, janeiro 29, 2006, Anonymous HumbertotheWizard said...

Não somos todos feitos do mesmo barro? E as diferenças não são o resultado de havermos vivido experiências distintas? Infelizmente, nem todos nasceram em berço de ouro, e lamentávelmente o Homem persiste em ignorar a condição do outro Homem. Perde-se o espirito de entreajuda, da sincera amizade, e os valores da solidariedade que nos deviam aproximar e unir, dissiparam-se para sempre. Resta-nos o consolo de ter fé na esperança de melhores dias, e ante este estrondoso falhanço colectivo, fica-nos a certeza de que a chuva continuará a cair impiedosamente sobre justos e injustos, e de que um dia seremos todos perfeitamente iguais, quando descermos á côva funda e fria. Muitas felicidades para o Alvaro Gonçalves e para o seu Horizonte sem limites. [Dominio dos Anjos]

 
At 1:53 da tarde, janeiro 31, 2006, Blogger ☆Fanny☆ said...

Adorei o texto de Leticia Thompson. Grandes verdades nas suas palavras. Seria tão bom que as pessoas sentissem que a beleza está na alma e não em futeis materialismos. Infelizmente muitas pessoas ainda não perceberam...

Um beijinho com muito carinho*

Fanny

 
At 5:46 da tarde, janeiro 31, 2006, Blogger Mikas said...

Por mais diferentes que sejamos somos todos iguais.. beijinhos e boa semana!

Mikas

 
At 5:47 da tarde, janeiro 31, 2006, Blogger Mikas said...

Por mais diferentes que sejamos somos todos iguais.. beijinhos e boa semana!

Mikas

 
At 9:11 da manhã, fevereiro 01, 2006, Blogger Luz Dourada said...

Cada vez se percebe melhor, com a globalização, como somos cada vez mais iguais. Demora a prender, mas lá chegaremos...

 
At 9:33 da tarde, fevereiro 01, 2006, Blogger Maheve said...

Muitas verdades neste texto, podemos ser tudo e ao mesmo tempo nada, depende de nossas atitudes aqui na terra. Sabemos que sozinhos, talvez sejamos incapazes de enfretar situações, mas unidos podemos superar limites. O se humano ter forças que desconhece e que perdem o valor quando a vaidade, o orgulho e os sentimentos de superioridade ficam acima da bondade, da humildade e da caridade. Que Deus te dê um lindo dia!
Beijos carinhosos

 
At 6:26 da tarde, dezembro 13, 2007, Blogger Psy said...

É isso ai...
Somos tão diferentes, mas tão iguais que, se nos virarmos do avesso veremos que somos construidos, de fato, do mesmo barro.
Já pensou em ver a todos do lado do avesso?
Parabens pela qualidade do blog.
Beijos

 

Enviar um comentário

<< Home